segunda-feira, 6 de abril de 2015

Bhagavad Gita - O Manual de Navegação da Rede Innernet

Bhagavad Gita é o  Manual de Navegação da Rede Interior de Corações Ardentes- Innernet. É o Livro que revela, em seu texto, a Ciência Sintética do Absoluto, a mais completa exposição sobre a Síntese existente no Planeta. 
    A Suprema Ciência  exposta no GITA não pertence a nenhuma Religião ou credo particular. "O seu Dharma é Eterno, Transcendental, Realizável e proporciona, em qualquer tempo ou lugar, prosperidade e a Suprema Paz da Fraternidade dos Seres Divinos".
   O GITA é o Livro que revelou ao mundo, pela primeira vez, a Ciência Sagrada da Síntese, o grande segredo da Vida. A partir dessa revelação, o mundo pode conhecer, em detalhes, os Dharmas da Grande Síntese, do misterioso  Ser Único, que é a Vida de nossas vidas, Indiviso e sempre o Mesmo, na multiplicidade de elos (Bhagavad Gita X,10).
  Além do GITA, a outra Escritura  que orienta a Navegação na Innernet é o Sanátana Dharma Dipika, que traz importantes revelações sobre a Hierarquia Divina, dirigida por  Bhagavan Narayana, o Ser Divino que, num gesto de Amor sem limites, desceu ao Planeta Terra para  conduzir  todos nós ao  Santuário do Coração. 
   Segundo os ensinamentos do  GITA,  o processo do mundo está organizado dentro de uma ordem quartenária, sob a base  funcional  do Conhecimento, Desejo e Ação. O quarto componente, e o mais importante dessa ordem,  é o da Síntese (Bhagavad Gita,IV,7).
   No atual estágio de evolução dos seres humanos, o nosso funcionamento no processo do mundo ocorre, via de regra, dentro do sistema tríplice, com as nossas  faculdades do Conhecimento, do Desejo e da Ação, operando, cada uma de per si, sem coordenação, nem sentido de Unidade.
   Essa forma de atuação limitada ocorre porque  falta a ativação da nossa faculdade da Síntese(Dhriti), que é o elemento regulador da ordem quartenária, precisamente aquele que conduz a consciência  e sincroniza  o funcionamento coletivo das outras faculdades: "O aspirante bem disciplinado está normalmente desperto no plano da consciência átmica. No entanto, isso é ausência de atuação para outros seres que atuam no tríplice processo do mundo. Pelo contrário, o tríplice sansara é ausência de atuação para o sábio vidente, ali onde outros seres estão despertos em suas funções normais."(Bhagavad Gita XVIII,18).
   As  orientações do nosso  Manual de Navegação são no sentido de que, para navegar bem na Innernet,  é necessário compreender e vivenciar  o Bhávana, visto que a nossa Rede Interior de  Corações Ardentes tem como fundamento  a seguinte verdade: " Todos os seres nascem de dentro do Espírito Universal, que a tudo compenetra e a tudo sustenta, numa ordem constante e em vida eterna." E que "todos os seres inferiores, ou superiores, participam de uma mesma vida e formam,nos espaços infinitos, um só corpo cósmico.'
   A Dedicação, a Entrega e o Serviço Benéfico possibilitam que os Mestres nos ajudem a compreender o Conceito da Unidade: "Aprende a reconhecer a Paramática imanência pela Dedicação, Entrega e Serviço Benéfico, mediante os quais os Sábios, videntes dos Tatwas, revelar-te-ão tal conhecimento e sabedoria (BG XXIV-16).
   A compreensão e vivência  do Bhávana são fundamentais para que possamos   perceber a Divina Presença  no Santuário do Coração: "Ainda quando moro no Santuário do Coração, eternamente associado com Yoga-Shakti, não sou cognoscível por todos. Os seres privados de conhecimento átmico não Me reconhecem como Transcendente e Eterno."(Bhagavad Gita III, 10)
   Os nossos pensamentos e ações precisam estar sempre carregados da consciência desse divino Conceito. Também a nossa Devoção  e Meditação devem ter sempre como foco o  Ser Único, que existe em todas as coisas e em quem todas as coisas existem (Gita II, 24 e V-15).
  Para navegarmos na Innernet e realizarmos procedimentos seguros de aproximação ao Santuário do Coração, onde Mora a Divina Presença, não podemos deixar de praticar os quatro Dharmas Principais, revelados pelo Senhor Narayana:  I - Não causar danos aos outros seres; II - Ser Verdadeiro; III - Servir impessoalmente à humanidade; e IV - Meditar no Ser Único(Sanátana Dharma Dipika II,30).
   Também devemos cultivar a pureza de coração. Esse estado se alcança considerando-se tudo com equanimidade. A  visão equânime   só é possível alcançar  quando se percebe que todos os seres são  semelhantes e têm uma mesma origem (Sanátana Dharma Dipika-II,105). É necessário, ainda,  estarmos   harmonizados  com o Dharma da Reta Ação, porquanto, nesta Era de Kali, a Reta Conduta é o que existe de mais importante para os seres humanos (Sanátana Dharma Dipika -  II, 92-93).
   O Supremo Deus se manifesta como "Eu" no coração dos homens. O conhecimento do "Eu", portanto, é o que deve ser ensinado aos seres humanos. O Objetivo Supremo se alcança com a Meditação nesse Eu, considerado como Governante Interno, Mestre Divino e Doador de todo bem."(Sanátana Dharma Dipika II,94)
   A Compreensão da Sagrada Unidade, a Devoção ao Ser Único e a realização de  Ações Impessoais (Sanyasa e Tyaga) são  fatores importantes para a ativação da  quarta faculdade, a  da Síntese (Dhriti)Essa ativação imprime o sentido de unidade e coordenação às outras faculdades (conhecimento, desejo e ação), proporcionando o funcionamento no Plano da Consciência Atmica ou Sintetica(Gita XVIII,18), a condição ideal para a plena nevegação na  Rede Interior de Corações Ardentes - Innernet.
   Em outras épocas, perceber os mistérios da Síntese e aproximar-se do Santuário do Coração  constituíam um privilégio de poucos, conseguido depois de largos e árduos esforços. 
   Hoje, é uma realidade acessível a todos nós,  sem que sejam necessários os esforços extraordinários de outros ciclos de tempo (Sanátana Dharma Dipika II - 48). Assim é porque, nesta Era Sagrada de Kali, a  Consciência Divina, manifestada como Tempo, está irradiando a Luz da Unidade para os  corações dos seres humanos. 
  Constitui uma grande graça e um especial privilégio estar vivo  no Planeta nesta Era Sagrada e poder  funcionar  no Plano da Unidade acessando o Santuário do Coração. A nossa profunda gratidão e Reverência ao Senhor Narayana que nos proporciona essa divina oportunidade.